05.10.2015

Seleção Brasileira de Enduro equestre YR: Rodrigo Beneplácito

Nossa segunda entrevista foi com Rodrigo Beneplácito e ele contou pra gente um pouco da sua experiência e da sua expectativa para o Mundial de 2015, no Chile.

Nossa segunda entrevista foi com Rodrigo Beneplácito e ele contou pra gente um pouco da sua experiência e da sua expectativa para o Mundial de 2015, no Chile.

Rodrigo começou a praticar enduro em 2004, primeiro passando pelas categorias de regularidade e, depois, pelas categorias de velocidade livre. Participante ativo do calendário de provas, completou sua 46a prova FEI no mês passado, no Campeonato Brasileiro de Pirassununga.

O cavaleiro já é veterano em provas internacionais, participou duas vezes de disputas em Compiegne, em 2013 e 2014; uma vez no Campeonato Francês em Castelsagrat, também em 2013; na África do Sul, largando a -5oC; e do Panamericano no Uruguai, se classificando em 12o lugar. Ainda assim, o próximo mundial traz uma novidade: é a primeira vez que Rodrigo vai montar um cavalo seu em um mundial. Inspiração e experiência não faltam para fazer uma bela prova no Chile.

 

Acompanhem agora a conversa que tivemos com ele e saibam um pouco mais sobre o que ele espera do mundial e como está se sentindo participando desse desafio.

É o seu primeiro mundial?

Não. Participei do Campeonato Mundial de Young Riders em Tarbes, na França, em 2013, com a excelente égua Luna Cathare. Foi um prova muito técnica, onde largaram mais de 100 conjuntos e terminaram menos de 50. Me classifiquei em 24o lugar e, assim, me classifiquei também como reserva para o WEG da Normandia, em 2014.

Você já esperava estar entre os convocados?

Eu não esperava estar entre os convocados devido ao grande número de conjuntos no processo seletivo. Mesmo assim, nunca desisti da ideia.

O que você sentiu quando viu o seu nome na lista? Qual é a sensação de saber que você vai representar o seu país no esporte que você ama?

Fiquei muito feliz e satisfeito, junto ao meu pai, ao ver meu nome e o da minha égua, Angelina, na lista de convocados, após todo nosso esforço e de todos envolvidos no meu processo. Estou muito animado e ansioso em participar desse campeonato, pois será a primeira vez que irei correr uma prova em outro país, representando o meu país, com meu próprio cavalo.

Como está a preparação para o mundial? A convocação mudou a sua rotina de treinos?

Após minha participação no try out e reconhecimento das trilhas, fizemos, sim, algumas alterações na rotina de treinamento, para estarmos melhor preparados para o que enfrentaremos na prova.

O que você espera do mundial?

Usando toda a minha experiência, eu espero fazer uma prova com cabeça, dando o melhor de mim e explorando os pontos fortes da minha égua, para nos adaptarmos às diferenças climáticas e de relevo que iremos encontrar nessa etapa. Assim, buscarei conseguir um bom resultado para mostrar toda a dedicação de todos os envolvidos no nosso processo de treinamento.

Equipe convocada para o Mundial de 2013, em Tarbes: Mariana Neves, Gabriela Abreu, Rodrigo Barreto, Rodrigo Beneplacito e Pedro Lins.

Rodrigo, estamos na torcida para que você faça uma grande prova e acrescente mais um ótimo resultado na sua lista.