08.03.2018

Para fortalecer as mulheres no esporte

No Dia Internacional das Mulheres deste ano, confira dicas para as amazonas e amantes das modalidades equestres

Nas pistas, trilhas ou cavalgadas, somos todos iguais. Homens e mulheres disputam e convivem em igualdade sob sua montaria. Mas, como na busca por todos os seus direitos, na prática a convivência do meio hípico ainda pode ser um pouco discriminativo, assim como os números, que mostram, por exemplo na Rio 2016, somente 13 amazonas dentre os 74 atletas de Salto. 

Para nos unirmos e tornarmos o ambiente do cavalo cada vez melhor, confira 8 dicas que podem fazer a diferença a partir deste dia 8 de março: 

#1 Apoie Mulheres

Amazonas ao redor de todo o mundo treinam duro e colocam seu nome no topo das disputas das mais diversas modalidades equestres. Sabemos que existem dificuldades e, porque entendemos todas elas, temos que nos apoiar cada vez mais. Não deixe de compartilhar as vitórias das meninas que fazem bonito por aí. Vamos nos apoiar e inspirar! 

E para começar os trabalhos… você já leu sobre a trajetória das amazonas que inspiraram os nossos posts do Dia Internacional da Mulher do ano passado? Saiba mais sobre a história de superação de Lis Hartel, a primeira mulher a subir no pódio olímpico; sobre Isabella Bird e as aventuras de quem viajou mais de 1500km a cavalo em pleno século XIX; e também sobre a primeira mulher que lutou para participar de uma corrida de turfe, a americana Kathryn Kusner. 

#2 Filhos e esporte

Os filhos chegam e se tornam o que há de mais importante na nossa vida. Mas, assim que possível, lembre-se de voltar para o esporte que também te faz feliz. E o mais importante: "assim que possível” pode ser antes do que você imagina. Traga seus filhos para o mundo hípico, não tem idade para se apaixonar. O ambiente do cavalo é acolhedor e crescer em meio a essas disputas que envolvem muita confraternização e paixão pelos cavalos só pode ser enriquecedor. Por isso, tragam os filhos e peçam ajuda para cuidar dos pequenos: ajuda não é sinal de fraqueza. É, mais uma vez, sinal de apoio e força coletiva. 

 
 

#3 Conquistas e Desafios 

Não tenha medo de encorajar e inspirar outras mulheres. Compartilhe as suas conquistas, os desafios e o processo de superação, e até mesmo as derrotas e aprendizados. As redes sociais nunca estiveram tão presentes na nossa rotina e compartilhar histórias, fotos e vídeos só tem a acrescentar na trajetória das atletas que somos, seja de alta perfomance, pela saúde ou pelo amor aos cavalos.

#4 Sem fofocas

Da nossa boca sai muito mais que "conversas fúteis”. Por um ambiente menos machista e mais agradável para todas as mulheres (de espectadoras a tratadoras de cavalos), sempre deixe claro o seu ponto de vista quando escuta ou vê algo que não te agrada. Vamos buscar igualdade, respeito e tudo que essas palavras representam mudando a opinião de muitas pessoas por aí. 

 

Mas além da parte social, ser mulher no ambiente dos esportes equestres também traz situações engraçadas e discussões como “o que fazer com o meu cabelo para não ficar todo embaraçado?”. Sim, porque também temos essas preocupações banais durante os treinos e competições. Confira algumas dicas sobre essas questões que são pequenos problemas para todas nós: 

#5 Cabelos Perfeitos

Como ficam os seus cabelos debaixo de um capacete e depois de horas de treino e competição? Lindo como sempre! A dica número 1 para quem não quer perder muitos minutos tirando nós depois de montar é ser adepta das tranças. Além de fazer com que o cabelo não fique todo embaraçado, esse penteado também garante aumento de perfomance para as mulheres que dependem de um bom tempo nas provas. Exatamente, assumindo que os estudos feitos com ciclistas também são aplicáveis para as amazonas, as tranças podem ajudar na sua corrida contra o relógio. 

Outras dicas que podem facilitar: usar um lenço de seda evita frizz e absorve o suor, o que com certeza vai deixar o cabelo mais bonito na hora de tirar o capacete. Além disso, os grampos e tic-tacs, que costumam marcar os fios quando retirados, podem dar dor de cabeça durante os treinos e competições. Se achá-los muito necessários, faça o teste com um gel em spray.

 
 

#6 O que só as mulheres entendem

Agora, aquele tópico que todo mundo abaixa um pouco o tom de voz e fica com o rosto corado na hora de falar… os melhores tops, calcinhas ou o que fazer na menstruação. No nosso esporte, esses problemas são muito comuns e é melhor que sejam discutidos - com certeza evitaremos assaduras.

Apesar de cada mulher se adaptar melhor com as diferentes opções, essas são algumas dicas que você pode testar: para quem sente incomodo nos seios durante a montaria, os tops para esportes de alto impacto, como corrida, podem ajudar bastante. Para evitar assaduras, prefira calcinhas de algodão e, se você faz um esporte de longa duração, como o Enduro, cremes para assaduras também podem preveni-las muito bem. Além disso, os diferentes tipos de calcinha podem fazer toda diferença: para algumas, fio dental é uma boa pedida, para outras, as bermudinhas com corte a laser são uma opção que também evitam um culote marcado. Já na menstruação, quem se incomoda até com a cordinha do absorvente interno, pode testar um coletor menstrual. Só não esqueça de tomar um remédio antes da cólica chegar acabando com o seu dia, afinal, essa dor a gente pode evitar! 

#7 Moda e perfomance…

… podem SIM andar juntos. O estilo das roupas nos esportes equestres varia muito de acordo com a modalidade e o ambiente em que são praticados. De qualquer forma, vale sempre reforçar a ideia de que o conforto, não só físico, mas também da sua auto-estima, vem sempre em primeiro lugar. E em algumas modalidades já temos opções mais confortáveis que são aliadas da alta perfomance, como os culotes de Enduro, que são confortáveis até para pratica de corrida, ou as camisas de manga comprida e proteção UV, que evitam aquela famosa marca de camisa que as amazonas tanto combatem. 

#8 Cosméticos 

Para quem gosta de maquiagem, a escolha dos produtos em dia de treino e prova podem ser um problema. Escolha as opções a prova d`água e cores mais neutras, para evitar terminar a prova borrada. Algumas marcas já oferecem linhas voltadas para atletas, como a MAC Work It Out, e outras surgiram pensando nas necessidades das mulheres que praticam atividades físicas, como a Pink Cheeks. E é sempre bom lembrar: gostando ou não de maquiagem, protetor solar não pode faltar! 

 

Concorda com a gente? Então compartilhe nossas dicas com outras amazonas e vamos tornar juntas o universo do cavalo ainda melhor.