09.08.2017

Destaques do Enduro

Conheça alguns dos maiores nomes do esporte no nacional e mundial

No mês passado fizemos um post sobre o perfil e preparo que os cavaleiros de Enduro devem ter para alcançar os bons resultados no esporte. E, como todo esporte tem seus ídolos, hoje vamos falar de enduristas que são um exemplo e referência para outros atletas. Conheça alguns nomes que já fazem parte da história do esporte no cenário nacional e internacional do Enduro:

 

André Vidiz
Brasil
32 anos

É o atual campeão brasileiro de 160km e, no ano passado, representou o Brasil no Mundial na Eslováquia. O currículo esportivo do cavaleiro é extenso e começou ainda como Young Rider. Em 2005, foi o primeiro brasileiro a vencer uma prova internacional de 120 km, no Chile. No mesmo ano, o cavaleiro venceu o Campeonato Francês, em Toulouse, e fez parte da equipe que ganhou medalha no Panamericano, levando a 2º colocação na disputa individual e best condition. 

 

Cida Gazzola   
Brasil
62 anos

Um dos primeiros nomes do Enduro no Brasil, Cida pratica a modalidade desde que o Enduro chegou no país, no final dos anos 80. Ganhou a primeira prova de velocidade livre no Brasil e o primeiro Campeonato Brasileiro de longa distância. Representou o Brasil em provas internacionais e trouxe o título de campeã sul-americana. Como técnica, ajudou o Brasil a conquistar a sua primeira medalha em um Panamericano e ouro para a equipe de Young Riders. Parou de competir há 6 anos, mas ainda é muito presente no meio do Enduro como apoio da filha, Cecília Gazzola, que é atual campeã da Copa Chevaux.

 

José Caio Frisoni Vaz Guimarães
Brasil
17 anos – Young Rider

Atualmente com a terceira colocação no Ranking FEI Young Riders, Caio participou da sua primeira prova de Enduro aos 5 anos e, desde então, vem obtendo ótimos resultados e representando o Brasil em diversas competições. No início de abril conquistou o sexto lugar na prova de 120km de Fountainebleau - França, uma das competições mais tradicionais do esporte. Em setembro estará no Mundial de Young Riders, em Verona, defendendo as cores do país.

 

Lica Leão
Brasil
55 anos

Foi citada por Cida Gazzola durante as gravações da série Simbiose como uma das maiores referências da amazona. Eliana da Rocha Leão também é da velha guarda do esporte no Brasil e conquistou o melhor resultado internacional pelo país até hoje ao conquistar o 4º lugar no Campeonato Mundial disputado no Kansas, nos Estados Unidos, em 1996. No mesmo campeonato ficou com a 4ª colocação por equipes e, em 1997, foi 4º lugar por equipes no 1º Campeonato Panamericano de Enduro. A amazona se afastou do enduro e, atualmente, frequenta o cenário de outra modalidade, Rédeas.

 


Mônica Graziano
Brasil
27 anos

Bicampeã brasileira de 160km por dois anos consecutivos, 2015 e 2016, Mônica é a atual brasileira mais bem colocada no ranking aberto da FEI, na 35ª colocação. Em maio deste ano foi o primeiro conjunto overseas, ou seja, formado por cavaleiro e cavalo de fora dos Emirados Árabes, na disputa pelos 120 km na tradicional Dubai Crown Prince Endurance. Atualmente, a amazona mora no Uruguai e se dedica integralmente ao Enduro, representando o país em diversas provas internacionais.


 

Rafael Salvador
Brasil
29 anos

Disputou o Mundial de Enduro na Eslováquia no ano passado e também é da turma dos enduristas que vem se destacando desde a época de Young Rider, quando conquistou o bronze por equipes no Campeonato Mundial YR, em 2005. Em 2008, também foi bronze por equipes na Copa das Nações de Pau, na França, e em 2009, conquistou seu segundo ouro por equipe na Copa das Nações do Festival Internacional de Enduro Equestre, em Mogi das Cruzes – SP.

 

 

Rodrigo Barreto
Brasil
21 anos – Young Rider

Iniciou no Enduro em 2005, quando foi campeão brasiliense da sua categoria já em sua estreia nas trilhas. Aos 21 anos, carrega uma bagagem de ótimos resultados e experiências com o esporte em diversos países. Foi quatro vezes campeão do Ranking CBH, 7º lugar no Panamericano YR Trinidad, no Uruguai, vice campeão Brasileiro de 160km em 2014. Em março de 2013 bateu o recorde brasileiro de velocidade 160km, completando a prova com média de 19,59 km/h. É um dos cavaleiros do Chevaux Team e também faz parte da equipe que vai representar o Brasil no Mundial de Young Rider, em setembro.

 


Cheryl Van Deusen
Estados Unidos
59 anos

Atual número 1 do mundo no Ranking Open Riders FEI. Cresceu com os cavalos e, antes de chegar no Enduro, competia em modalidades western. Acredita no lema da Organização Nacional de Enduro dos EUA, que diz “terminar é vencer”, pois diz que ele se aplica em todos os níveis de competição, e se orgulha de ter criado quase todos os seus cavalos e todos competirem de forma saudável durante muitos anos. Este ano venceu a disputa de 160km de Spruce Woods Provincial Park MB, em julho, e ficou em 4º no CEI 2* em Ashland MT, em junho.




 

Jaume Punti Dachs
Espanha
48 anos


É o atual campeão mundial, depois de conquistar, montando Twyst Maison Blanch, o ouro individual e por equipes no Campeonato Mundial de Samorin, na Eslováquia, que aconteceu de 15 a 18 de setembro de 2016. Doze meses antes, o espanhol também havia levado o ouro individual e por equipes do Campeonato Europeu, no mesmo local.



 Foto: Horse Reporter

Jean Philippe Frances
França
41 anos

Ganhou a medalha de prata por equipe nos Jogos Equestres Mundiais em 2015 e tem o título de campeão mundial de 2012 e por equipes em 2002. Começou a montar ainda criança em um centro de treinamento de Enduro, seu treinador, Benedicte Edmond-Bon, se tornou o técnico do time nacional e o selecionou para começar a defender a França em campeonatos internacionais.



Foto: Equidia

Maria Alvarez Ponton
Espanha
41 anos

Foi duas vezes campeã mundial, em Terengganu 2008 e em Lexington 2010. Atualmente está na 15ª colocação no ranking e reside tanto na Espanha como em Dubai, onde treina com a equipe Juma’s Team.

 

Valerie Kanavy
Estados Unidos
71 anos

A única com interesse em hipismo na família, comprou seu primeiro cavalo aos 11 anos por $150, com o próprio dinheiro, já que seus pais não tinham condições de comprar seu animal. Começou a competir no Enduro em 1972, depois de ler uma matéria sobre a tradicional Tevis Cup, na California. É bicampeã mundial, levando o ouro nos anos de 1994 e 1998.


Foto: Toklat Saddle Pads

 

Virginies Atger
França
33 anos

Um dos maiores nomes do Enduro francês atualmente, está em nono no Ranking da FEI. Foi prata individual e ouro por equipes no Jogos Equestres Mundiais FEI em Aachen – Alemanha, em 2006. Este ano conquistou a prata nos 120km em Castelsagrat - França, prova de importância mundial e muito aguardada pelos enduristas.

Foto: L'Eperon

 

Tem mais sugestões de grandes cavaleiros que podem entrar nesta lista? Escreve pra gente pelas redes sociais ou pelo apoio@chevaux.com.br